O Preço da Desordem

Conversando com as pessoas e acompanhando a Internet e redes sociais, percebo que elas estão cada vez mais endividadas e desorganizadas.

E parece tão contraditório se olharmos que, hoje, temos inúmeras soluções e tantos profissionais no mercado, especializados e dedicados a organizar a vida dessas pessoas, num geral.

Por isso, achei que seria interessante propor um exercício diferente à você: ao invés de falar sobre como a sua vida poderia ser organizada, o que acha de falarmos sobre algo com a qual você provavelmente já convive hoje? A desordem.

E desordem não significa caos, mas algo que pode sim ser um grande motivo pelo qual você não está satisfeito e em paz com a sua vida pessoal, profissional, financeira e consequentemente, a sua saúde física e mental também sofrem com isso.

Antes, alguns esclarecimentos sobre a desordem:

1) Não está ligada apenas às coisas materiais – Além de pequenas ou grandes coisas como documentos ou móveis, aquela meta procrastinada ou um trabalho em que você está infeliz também estão relacionados à desordem.

2) Assim como já tenho mencionado em outros textos e vídeos, organização não significa estar com a sua vida impecavelmente organizada, mas é possível todos aprenderem e adaptarem técnicas de organização à sua própria vida, de modo que atenda as necessidades de todas as áreas da mesma e a desordem seja evitada.

3) Quanto menos desordem tivermos em casa, no trabalho, com as nossas próprias atividades, etc, teremos menos com o que nos preocuparmos diariamente, assim a nossa mente terá mais espaço para lidar com outras questões que são muito mais importantes.

Porém, já ouvi muitas pessoas dizerem que “se acham em sua própria bagunça” e que se organizarem qualquer coisa, perderão mais tempo depois procurando o que precisam.

Se você se identifica com esse perfil, gostaria de te perguntar:

  • Você costuma atrasar em seus compromissos e prazos?
  • Deixa tudo para a última hora, pois sabe que dará conta, mas sempre acaba fazendo a maior correria, deixa outros compromissos e tarefas de lado e vira noites para cumprir o prazo?
  • Você sente que não há espaço suficiente para as suas coisas no seu quarto ou na sua casa?
  • Já comprou algo que se arrependeu depois ou percebeu que já tinha o mesmo?
  • Já pagou conta atrasada, porque ou esqueceu do prazo ou acabou perdendo a conta?

Se a resposta for ‘sim’ para, pelo menos, 1 das perguntas acima, há uma desordem em seu caminho que te impede de viver a vida que você quer.

“A desordem é constipação emocional – obstrui cada área de sua vida. Isso te impede de viver a vida que você está aqui para viver” (Bruno de Souza)

Eu precisava trazer aqui esta questão para que você pudesse refletir sobre a desordem na sua vida para que, assim, você possa identificar o que é necessário fazer diariamente para evitar essa desordem, simplificar a sua vida, se desenvolver, crescer e então, viver a vida que você busca viver.

*Sugestão de tema enviada pelo meu amigo e coach Douglas Gouveia. Gratidão!! E se você tem alguma sugestão ou dúvida que você gostaria que eu abordasse aqui, deixa nos comentários ou mande para mim nas redes sociais 😉 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *