O Poder de Realizar

Neste ano de 2017, o mercado brasileiro vai aumentar a procura por profissionais que saibam executar com excelência.

Neste ano, na esperança de uma recuperação nos tire do maior buraco sociopolítico e econômico dos últimos 30 anos, há uma demanda muito alta por pessoas com capacidade de executar – habilidade que já foi muito requisitada nos países desenvolvidos e que, no Brasil, tem se tornado essencial para profissionais de todos os níveis.

O significado do termo “execução” pode ser amplo, e segundo a definição de Larry Bossidy e Ram Charan, gurus do mundo dos negócios e autores do livro Execução – a Disciplina para atingir resultados. A execução é conjunto de comportamentos e técnicas que as empresas precisam dominar para conseguir vantagem competitiva. Os líderes, é claro, precisam ser excelentes executadores. Para isto os autores citam sete comportamentos essenciais:

  1. Conhecer bem seu negócio e time;
  2. Ser realista, sempre;
  3. Estabelecer objetivos claros e prioridades de fácil compreensão;
  4. Fazer follow up continuamente;
  5. Recompensar os que executam;
  6. Expandir as competências de sua equipe com desafios previamente negociados;
  7. Desenvolver o autoconhecimento.

Uma característica comum entre estes comportamentos é que eles estão voltados para uma gestão moderna. É importante ter cuidado para que a ansiedade pelo resultado não prejudique o processo em si. Fazer acontecer a qualquer custo é perigoso.

Por isto, líderes, prestem atenção às chamadas soft skills (ou, competências comportamentais), pois são esses comportamentos que fazem realmente a diferença, e que vão transformar um profissional que simplesmente sabe como executar em um profissional que executa com excelência e que ajuda os outros a entregarem resultados sem desgastes psicológicos.

Para checar este nível, é necessário dedicar algumas horas do dia ao desenvolvimento do item 7 – autoconhecimento. É com essa percepção que você terá uma visão de seus limites e saberá o que ainda precisa fazer para superá-los.

Matéria da VOCE SA – Edição de Fevereiro de 2017 – por Luiz Carlos Cabrera.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *