Como comecei o blog e minha história de vida – Parte II

Ok, você talvez está se perguntando o porquê de eu estar contando toda a minha trajetória até aqui.

É um blog de compartilhamento de experiências e direcionamento pessoal e/ou profissional, certo? Então, por que não começar da minha história? Não larguem tudo, por favor, tentarei não me alongar muito!

Depois de 10 anos seguidos de trabalho nas áreas Administrativas e Financeiras de algumas empresas, fui dispensada da última “…por motivo da crise”. Como eu já estava com o meu intercâmbio para o Canadá marcado (se quiser saber um pouco mais da minha experiência, clique aqui), não me desesperei, porque eu já tinha planejado as minhas finanças (conto em outros posts como faço isso no meu dia a dia) e com a rescisão, ficaria mais fácil.

A minha volta é que foi um tanto preocupante: meu marido voltaria ao trabalho e eu, depois de tantos anos na ativa, ficaria em casa. As duas primeiras semanas foram até tranquilas, pois eu tinha muita coisa para organizar da viagem que deixaram a minha casa um caos. Mas depois disso, veio a crise de ansiedade e insônia: por quanto tempo ficarei em casa? Quando farei a minha primeira entrevista de emprego de tantas vagas para as quais eu me candidatei? O que vou fazer em casa neste tempo?

Foram quase duas semanas nada fáceis de enfrentar…

Até que, do nada, resolvi começar a ler um livro (com a ansiedade nas alturas, até então não conseguia me concentrar em nada) que a minha mãe me emprestou: “Amar é Decisão” da minha prima, Cris Oshiro. Por morarmos longe uma da outra, nunca tivemos muito contato. Qual não foi a minha surpresa ao começar a ler o livro de forma aleatória, termina-lo em 1 dia (sim, UM dia), chorar como uma criança, conversar com ela e entender qual então seria o caminho que eu preciso percorrer a partir de agora?

Eu entendi que passei por muitas situações em minha vida, altos e baixos, humilhações, aprendizados, alegrias, tristezas que me fizeram, junto à educação dada pelos meu pais, quem sou hoje. Tenho sede por ajudar as pessoas a encontrarem um caminho e talvez, então, a minha hora de agir tenha começado.

Eu precisava de uma base das experiências da vida, um empurrão da Patti para começar a expressar as minhas opiniões e ser dispensada do trabalho para poder me dedicar 100% a isso tudo que tem surgido.

Não quero me vangloriar de nada, longe disso! O que quero dizer é que por mais que as coisas na sua vida pareçam difíceis, sem encaixe, sem razão, você nunca vai entender no momento, mas com certeza, tudo no futuro fará sentido.

Suba o primeiro degrau com fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo. (Martin Luther King)

E foi exatamente isso que tenho feito e convido você a fazer também! Aprendi que nada na vida é por acaso. Então, comece a analisar as situações que enfrentou, o que aprendeu, o que você mais faz na sua vida que te dá prazer. Alie tudo isso e descubra seu caminho. Ninguém veio a este mundo sem uma missão. E quando começar a ser cumprida, você verá o seu caminho se abrir. Tenha essa certeza!

Beijos e até a próxima!

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *