Como Viajar Gastando Pouco

Quem me vê, hoje, fazendo planejamentos e organizações, acredita que eu nasci assim organizada, disciplinada e decidida com relação à tudo. E não é verdade, mas a vida me ensinou muito!

Para você ter uma noção, eu e o marido, no primeiro ano de namoro, ganhamos uma viagem para a Bahia. Ficamos super felizes, porém fomos sem muito planejamento, já que havia um prazo para realizarmos a viagem.

Por conta disso e sendo bem sincera com você, passamos por alguns apertos financeiros durante e após a viagem. Não foram grandes dívidas, mas com certeza, aquela viagem foi um passo maior do que a nossa perna.

A partir de então, decidimos que não passaríamos mais por qualquer aperto financeiro em nossas viagens e férias e que, para isso, passaríamos a economizar o máximo possível todo mês para que pudéssemos passear sem preocupações.

Depois de algumas viagens, nós passamos a nos dar o luxo de algumas coisas, já que tínhamos reservas financeiras para isso. Porém, até chegarmos a este ponto, as dicas abaixo foram muito importantes na economia e acima de tudo, aproveitamento da viagem. Vamos conferir?

Como Viajar Gastando Pouco

1. Defina o período da viagem: não só para quem trabalha em empresas ou com o próprio negócio, é necessário se organizar para definir o melhor período para viajar sem prejudicar o trabalho e a sua rotina. E uma vez definido, esta é a base para as pesquisas e escolhas dos próximos itens.

2. Defina prioridades da sua viagem: se você quer passear, precisará levar em consideração os gastos com passeios e refeições diárias. Mas se você tem a intenção de descansar, não haverá ou haverá poucos gastos com passeios. Além disso, você pode considerar fechar um pacote com o hotel para refeições no local, caso os valores com isso compensarem, em comparação aos restaurantes da região. Ou ainda, se você tem a intenção de viajar para Nova York, por exemplo, tenha ciência de que a cidade é um lugar de alto consumismo. Então, se você quiser economizar, lugares como este não são ideais.

3. Prefira viajar para lugares que estejam em baixa temporada: quando se tem crianças que estudam, claro que é mais complicado, mas se possível, procure por lugares que, mesmo nesse período de férias, seja baixa temporada. Provavelmente, você não terá acesso à uma programação com a mesma qualidade e variedade da alta temporada, mas se a intenção é gastar pouco, fuja de lugares muito procurados.

4. Pesquise bastante, compare preços e feche passagens e/ou hospedagem com pelo menos 3 meses de antecedência: essa é a parte em que, para economizar, a preguiça precisa ficar totalmente de lado! Pesquise e compare muitos os preços até chegar numa combinação de acordo com o seu bolso. E procure também por opções como passagens aéreas com horário de saída de madrugada e hostels. São sempre opções mais baratas.

5. Atente-se aos gastos durante a viagem: você já economizou o máximo que pôde e gastou pouco até aqui, mas quem nunca se empolgou na viagem e gastou mais do que deveria? Pois é, atente-se à essa questão para não estourar o orçamento ou ainda, ter uma grande dor de cabeça com a dívida no cartão de crédito do próximo mês.

E se te interessar, no início do meu canal, eu contei em vídeo um pouco sobre essa nossa experiência, minha e do marido, sobre planejamento financeiro antecipado das viagens.

Essas são as dicas que eu gostaria de compartilhar com você, com base no que eu pude experimentar até aqui, mas claro, com o passar do tempo e de acordo com as suas experiências, você vai saber quais as melhores soluções para as suas necessidades e preferências.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *