Como Planejar um Intercâmbio | Parte 1

Em Agosto de 2015, eu e o marido fizemos um intercâmbio de 1 mês no Canadá para aprimorarmos o nosso inglês. E por conta disso, ainda ouço até hoje:

“Vocês são muito organizados. Para vocês, é fácil. Vai eu fazer?! Nunca que vai dar certo!”

E assim como eu já compartilhei em vídeo e outras publicações, não nascemos ‘organizados’, mas desenvolvemos algumas práticas e métodos que percebemos que nos ajudam muito em nosso dia a dia.

Um outro detalhe é que as coisas não acontecem de uma hora para outra e muito menos, caem no nosso colo! O intercâmbio era um sonho meu quando eu tinha por volta de uns 15 anos, mas meus pais não tinham condição financeira para isso.

Adiei o meu sonho, mas pensando que, um dia, eu o realizaria. E foi o que aconteceu, não só com isso, mas com outras conquistas também. E o que fizemos, todo mundo pode colocar em prática!

Vou compartilhar as dicas em duas partes: o planejamento financeiro (parte 1) e o que providenciamos para a viagem e estudos (parte 2), combinado? Então, vamos às dicas!

1. Analise a sua situação financeira atual – ruim ou não, essa análise é fundamental para que você saiba o que fazer a partir de agora: quais gastos são supérfluos, quitar as dívidas, eliminar cartões de crédito, etc.

2. Defina o país do intercâmbio – isso impacta demais nos seus gastos, por conta da moeda local. No nosso caso, escolhemos o Canadá, por ser uma moeda mais barata que o dólar americano, euro e libra. Claro que você pode escolher outros países, mas é só um exemplo do quanto isso reduz ou aumenta o seu orçamento.

3. Defina o período do intercâmbio – quanto tempo você quer e/ou poderá ter disponível para estes estudos? Em qual mês você poderá fazer isso? Assim, você sabe quanto tempo tem até lá para se programar financeiramente. E porque isso também impacta no seu orçamento, pois se você escolher um período de alta temporada, com certeza, os seus gastos serão maiores.

4. Depois de todas essas análises, pesquise, converse com muitas pessoas e defina o seu orçamento – quanto você vai gastar com intercâmbio, considerando os gastos abaixo? A partir disso e com base na sua situação financeira atual, você poderá definir o mínimo a ser guardado mensalmente até à sua viagem.

  • Escola/Estudos
  • Passaporte e/ou Visto de Entrada (caso necessário)
  • Passagens aéreas
  • Hospedagem
  • Transporte
  • Alimentação
  • Passeios
  • Compras

5. Acompanhe, pelo menos, 1 vez por semana o andamento das suas finanças – você não precisa de nenhuma planilha complexa para isso. Uma conta de subtração entre entradas e saídas já responde o status das suas finanças para você saber o que fazer nos próximos dias.

6. Deixe o seu objetivo em lugar visível – assim, você lembra diariamente da motivação das suas ações diárias. Isso dá um ânimo, mesmo em dias tão complicados, que você não imagina!

7. Guarde dinheiro todo mês, tendo ou não um objetivo grande como o intercâmbio – no post “Como Viajar Gastando Pouco”, compartilhei que eu e o marido fizemos a nossa primeira viagem sem muito planejamento e passamos por apertos financeiros. A partir desta experiência, decidimos guardar dinheiro todo mês, sempre, independente dos nossos objetivos e percebemos que esse processo de definição de orçamento e tempo ficou mais fácil e rápido com o passar dos anos e economias salvas.

É necessário ter disciplina e força de vontade? Com certeza! Mas é um sonho mesmo ou só uma vontade passageira que você tem? Pois se for um mesmo um sonho para você, acredito que você vai fazer disso um objetivo e se colocar em ação até conseguir alcança-lo!

Na próxima segunda, volto com a 2ª parte desse assunto para compartilhar o nosso planejamento do intercâmbio em si.

E conta aqui a sua experiência com intercâmbio! Tenho certeza que vai ajudar muita gente 😉

 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *