Como Gastar Menos com Presentes de Final de Ano

Não tem jeito: final e início de ano são sempre marcados por mais gastos do que o restante do ano! Porém, há algumas medidas que podemos tomar e gastar menos.

Neste post, vou compartilhar o que tem me ajudado nos últimos anos, mas claro que há outras possibilidades e opções. E se você tem alguma que não for citada aqui, por favor, compartilha nos comentários. Com certeza, vai ajudar a mim e muitas outras pessoas 😉

1. (Muita) Pesquisa

Não sei se você já percebeu, mas na maioria dos meus vídeos e posts sobre finanças e economia, eu falo sobre o ato de pesquisar. E sabe por quê? Primeiro, porque eu, particularmente, tenho um perfil conservador, então se tem algo que me incomoda é arriscar sem saber onde piso e as pesquisas me trazem um pouco mais de segurança sobre as minhas escolhas.

Segundo, porque a Internet, hoje, disponibiliza tanta informação. Então, como perder essa oportunidade de ver e comparar tantas opções e ofertas para saber qual a melhor solução para a minha situação financeira atual, não é mesmo?

Por isso, faço muito uso desta ferramenta que, com certeza, já me fez economizar demais ao longo desses anos.

2. Estipular um teto para gastos com presentes

Eu assisti um vídeo do canal Me Poupe! esses dias e me fez pensar em como fazer isso, nos últimos anos, realmente, valeu a economia.

Claro que, muitas vezes, queremos fazer um agrado e surpreender a pessoa presenteada, mas ainda mais nos dias atuais, precisamos levar o preço muito mais em consideração.

Além disso, você pode surpreender uma pessoa com um presente mais simples, sabia? Coloque então a criatividade em prova e pesquise!

3. Organizar um amigo secreto com a família e amigos mais próximos

Concordo que amigo secreto é sempre um pouco polêmico e pelo menos uma pessoa vai sair insatisfeita da brincadeira com o presente que acaba de ganhar.

Porém, não sei no seu caso, mas se na minha família não combinarmos um amigo secreto para presentear só uma pessoa e mesmo se falarmos antes sobre não trocar presente algum no ano, sempre tem a mãe ou a tia que faz aquela distribuição de “lembrancinhas” que deixa o resto da família toda sem graça.

Então, para não ficar com essa sensação ou gastar muito além do que deveria, acho que o amigo secreto ainda é a melhor solução para economia.

A minha sugestão, para não causar muita discórdia, é padronizar valor e tipo de presente. Por exemplo, no último Natal, organizei um entre a família e amigos no qual trocamos os populares chinelos das Havaianas, dentro de uma faixa de valor. E pelo site Amigo Secreto, as pessoas ainda poderiam escolher modelos e trocar informações com o amigo sorteado.

Todo mundo sai satisfeito? Com certeza, não, mas meios disponíveis para que isso aconteça, não faltam mais. Então, vai de cada pessoa também…

4. Aproveitar as ofertas da Black Friday

Neste caso, já adianto, há um risco: você não pode dar margem de erro para que a pessoa considere a troca do presente, por qualquer que seja o motivo.

Pois se você comprar qualquer presente na Black Friday, a pessoa presenteada não terá tempo hábil para fazer a troca dentro dos 7 ou 30 dias que a loja estipula, de acordo também com as normas do consumidor.

Vale a economia? Abaixo, deixei o vídeo da semana passada com os cuidados que devemos ter com as compras nesse período, mas se você seguiu esses cuidados, vale sim! Porém, sugiro que leve essa possível troca em consideração e para assim, não passar por saias justas com a família e/ou amigos.

Além disso, pense bem antes de fazer qualquer compra: porque está mais barato é um bom negócio e preciso comprar para não perder a oportunidade? Não! Analise sempre se realmente cada compra vale o custo benefício.

Você gostou das dicas? Compartilha aqui as suas também para nos ajudar a economizar e não passar apertos logo no início do próximo ano!

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *