Aprendizado de Carreira: Estratégia do Oceano Azul

Como é o método dos profissionais que sempre mantém sua empregabilidade e que conseguem fazer escolhas profissionais, mesmo em períodos de turbulência econômica?

Os pesquisadores W. Chan Kim e Renée Mauborgne desenvolveram uma teoria de impacto no mundo dos negócios. A ideia era a construção de novos negócios. Estar no oceano azul é desenvolver mercados inexploráveis, tornando a concorrência irrelevante.

Rafael Souta, CEO da consultoria Produtive, atua há 20 anos com aconselhamento de carreira e vem estudando o que torna os profissionais únicos. Segundo ele, o crescimento profissional é composto de um conjunto de fatores comportamentais e técnicos.

Ele descreve dois aspectos presentes nos profissionais que navegam em oceano azul. O primeiro é a “conectividade”, uma espécie de conectividade networking avançado. Os profissionais bem sucedidos desenvolvem redes de relacionamento cultivadas e expandidas ao longo da carreira.

A conectividade é a capacidade de gerar valor para outras pessoas e de manter relacionamentos ativos ao longo do tempo. É diferente do antigo networking que servia como uma forma de se relacionar quando um profissional precisava de algo, principalmente emprego. Estar conectado é agir genuinamente para ajudar os outros e solicitar apoio.

A segunda característica dos profissionais diferenciados é o empreendedorismo, que está relacionado a forma de agir e pensar na organização. É a “cabeça de dono”. São profissionais que entendem o negócio e trabalham na construção de resultados para a empresa. Não pensam em emprego, mas no projeto de trabalho. Buscam crescimento pessoal, mas sabem que isso só acontece em uma organização saudável. Substituem a agenda do mi-mi-mi, típica das crises, por um conjunto de atitudes positivas para resolver problemas.

Conectados e pensando como donos, deixam de lado o oceano vermelho do emprego tradicional.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *